Revista Negócios Pet

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Migrando para os alimentos extrusados

Como estimular a ave de seu cliente a aceitar uma nova alimentação?

 

Foto: Tracy Starr / Shutterstock.com
Foto: Tracy Starr / Shutterstock.com

A criação de aves ornamentais encanta e remonta há muitos séculos atrás. No Brasil temos uma tradição de alimentarmos nossas aves com tudo o que é mais variável possível, incluindo misturas de sementes, merecendo destaque para a de girassol.

Porém, esta tradição em alimentar as aves de forma variada e sem considerar a exigência nutricional dos animais tem entrado em desuso, mas ainda enfrenta grande resistência por parte de uma parte dos consumidores. Contudo, esta migração para rações é uma tendência natural, afinal, há 20 anos todos alimentávamos nossos cachorros com alimentos destinados a humanos e com as aves não será diferente.

As aves têm a tendência de se alimentarem com dietas não balanceadas e isto é a dificuldade e um dos motivos que fazem os criadores relutarem em fazer seus animais comerem rações.

As vantagens em fazer as aves migrarem para os alimentos extrusados são muitas. A primeira vantagem é que o extrusado, em sua composição, contém ingredientes que não deixam suas propriedades nutricionais diminuírem, sendo que as melhores marcas não contêm micotoxinas, diferentemente de sementes. O ambiente de aves que são alimentadas com ração é mais higiênico e diminui a chance de ocorrência de doenças por evitar desperdícios e a propagação de micro-organismos. As rações são de fácil armazenamento e podem ser guardadas por grandes períodos.

 

Veja a matéria na íntegra na Edição 105 da Revista Negócios Pet.

Agora Nossa Edição Digital é Gratuita!

Garanta a sua assinatura e receba mensalmente nossas Edições no Formato Digital

Outras matérias que você pode gostar

Receba avisos dos próximos eventos do setor pet
Inscrever
close-image