Revista Negócios Pet

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Negócios Pet – Como Aumentar os Preços sem Espantar os Clientes

A árdua tarefa de manter e desenvolver um negócio.

Em um ano difícil para a economia do Brasil, como o que estamos enfrentando, torna-se cada vez mais árdua a tarefa de manter e desenvolver um negócio, ainda mais se colocarmos a questão do lucro em jogo. Para os pequenos empreendedores é muito importante aumentar os preços dos produtos para manter um negócio sustentável, mas esta é uma ação que deve ser realizada com cautela e de forma bastante planejada.

Antes de tudo, é necessário que você prepare a sua loja ou clínica veterinária, administrando corretamente a contabilidade, suas metas e objetivos, seu posicionamento perante os concorrentes e buscando entender o nível de satisfação do cliente com seus serviços.

Existem algumas etapas primordiais que devem ser seguidas para garantir o aumento positivo dos preços, ou seja, de forma que valorize o seu produto ou serviço e que este valor seja percebido pelo seu cliente.

 

1) Valorize o seu trabalho

Muitos médicos-veterinários têm a síndrome do patinho feio e não valorizam sua profissão. Por isso, é necessário que se crie um movimento de aceitação da área e valorização assertiva do serviço prestado. Além disso, é imprescindível que você venda primeiro o valor do seu serviço, ou seja, não fale de custos logo de cara e explique todo o procedimento e sua complexidade para que o cliente realmente entenda o que você está oferecendo. [userpro_private]

 

2) Bom atendimento nunca é demais

O preço não é o único fator analisado pelo cliente, aliás ele nem é o primeiro da lista. Segundo a pesquisa “Árvore de Valor”, realizada pela Comac (Comissão de Animais de Companhia) do Sindan (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal), o mau atendimento é o fator mais indicado (22%) pelos tutores de cães e gatos para a troca de clínica veterinária. Este fato nos leva a concluir que os clientes avaliam não só o serviço, mas também todos os detalhes que estão implícitos nele, tais como: a apresentação da loja, equipe, produtos, limpeza, disponibilidade, qualidade, entre outros.

 

3) Tenha um planejamento anual de aumento de preços

A gestão financeira é realmente a alma do negócio. Faça um planejamento anual de gastos e possíveis meses para realizar aumentos de preços em cada setor.

 

4) Segmente o aumento por setor e faça um de cada vez

Não tente aumentar todos os produtos de uma só vez. Separe os aumentos por produtos e com os setores intercalados. Assim, o cliente não terá a impressão de que tudo está acima do preço anteriormente praticado.

 

5) Comunique-se!

Acompanhe a migração de canais de comunicação e integre ao seu negócio as mídias digitais. Os dispositivos móveis, o Big Data e o inbound marketing são boas alternativas para você estar presente na vida do cliente, durante e após a consulta.

O aumento de preços deve estar alinhado também com a profissionalização da equipe. Não adianta você ter um produto de qualidade se a sua equipe não sabe vendê-lo. É importante investir não só em conhecimento técnico, mas também em estratégias de relacionamento com clientes. Um empreendedor de sucesso deve priorizar o consumidor, gerenciar suas informações cadastrais e promover um atendimento personalizado e diferenciado, que o faça ver valor no seu trabalho.

Neste sentido, o que não deve faltar também é vontade de aprender para estar em dia com o crescimento do mercado e desenvolver oportunidades que atendam (ou superem) a expectativa dos clientes. Vivemos na era da informação, o que significa que nunca foi tão fácil adquirir conhecimento em qualquer assunto. O problema é que apesar de saber dessa necessidade, o pequeno empresário não tem tempo e nem vontade de adquirir tais conhecimentos. Assim ele vai “empurrando com a barriga” ou então busca informação superficial em cursos de final de semana que, apesar de úteis, não são suficientes para capacitar um gestor de uma clínica ou pet shop. Uma boa alternativa para estar sempre alinhado com as tendências de mercado são os cursos de capacitação reconhecidos no país ou os vários modelos de MBA existentes no mercado.

Por último, quero enfatizar que cada empreendimento é único, ou seja, resista à tentação de abaixar os preços e ser “maria vai com as outras”. Exerça o seu papel com uma Medicina Veterinária de qualidade e tenha em mente seu objetivo de fazer bem aos animais e oferecer serviços relevantes aos seus clientes. [/userpro_private]

Renato Miracca, consultor-parceiro da Comac e diretor da empresa de softwares para Medicina humana e veterinária Pontual Software Solutions

Agora Nossa Edição Digital é Gratuita!

Garanta a sua assinatura e receba mensalmente nossas Edições no Formato Digital

Outras matérias que você pode gostar

Receba avisos dos próximos eventos do setor pet
Inscrever
close-image