Revista Negócios Pet

Gato estressado?

Gato estressado?

Mirela Luiz

Enriquecimento ambiental pode ajudar

Com tantas distrações como o celular e os computadores, momentos de intervalo em silêncio e longe das telinhas pode nos causar tédio.

Já parou para pensar que isso também pode acontecer com os gatos? Basta imaginar como o bichano se sente, estando por um longo período em casa, sem seu tutor e sem nada para entretê-lo.

A busca por passatempos pela casa pode causar problemas para os gatos e seus tutores, assim, criar um ambiente com distrações seguras evitará que eles se estressem ou se machuquem. Estes são os sinais que devem ser analisados com atenção, pois podem indicar estresse: compulsão alimentar, mudança no local de urinar e defecar, vocalização, lambedura compulsiva, marcação territorial e até isolamento.

Antes das dicas, atente-se: é preciso verificar se estes sintomas de fato estão relacionados ao estresse e, caso o problema não se resolva com as adaptações na rotina, buscar a ajuda de um médico-veterinário especialista em felinos é essencial.

Como ajudar o gato estressado?

Quem pensa que para entreter o gato basta dar de presente uma caixa de papelão está enganado. As brincadeiras servem para estimular física e mentalmente o animal, o que é essencial diante da rotina da maioria dos gatos hoje em dia, que vivem em ambientes fechados (indoor), sem acesso à rua.

A dica é oferecer o enriquecimento ambiental. O bichano precisa se sentir seguro e estimulado no ambiente em que vive. Para isso, você pode incluir prateleiras e lugares altos e com tocas para que ele possa se esconder, por exemplo. Também é importante respeitar o seu comportamento natural e enriquecer o ambiente com prateleiras, arranhadores, brinquedos, túneis, caixas, esconderijos, além de brincar e interagir com o gato. Varinhas longas ou curtas, ratinhos com catnip (erva-do-gato), brinquedos leves com penas naturais que podem ser pendurados, tabuleiros que simulam o movimento da cauda do rato são bons exemplos.

Outras opções que entretêm os bichanos são os feixes de laser próprios para gatos e os comedouros inteligentes. Também existem os brinquedos que podem ser feitos em casa: bolinhas de papel, pendurar pelúcias, trilhas de petiscos e outros.

Cuidados importantes

O tutor precisa estar atento ao fato de que o gato tem atração natural por objetos novos, uma característica da espécie. Por isso, se você deixar os objetos sempre espalhados no ambiente em que o gato vive, ele vai perder o interesse. Então, faça sempre um rodízio dos brinquedos, colocando, a cada dia, um diferente.

Outro ponto é tomar cuidado para que o bichano não ingira partes dos brinquedos. Alguns podem apresentar comportamentos compulsivos e acabam comendo partes que desmontam. Faça o enriquecimento ambiental da maneira correta e deixe seu amiguinho mais feliz!

Gostou das dicas? Não deixe de conhecer os suplementos para gatos e cães da Botica Pets.

www.boticapets.com.br

Gostou do conteúdo desta matéria? Compartilhe com seus amigos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Revista Negócios Pet

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.

Receba nossas novidades e promoções

Fique tranquilo, não enviamos spams e nem compartilhamos seus dados.

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.