Revista Negócios Pet

Madeira descartável vira casa para pássaros

Madeira descartável vira casa para pássaros

Mirela Luiz

Casal de São Paulo transformou quase 3 toneladas de madeira que virariam lixo em mais de 300 casinhas para pássaros.

A reciclagem de madeira e outros resíduos contribui para apreservação dos recursos naturais, igualmente promove o desenvolvimento da consciência ambiental e o melhor aproveitamento dos resíduos. A extração e o descarte indevido da madeira geram impactos negativos no meio ambiente. Para evitar o desmatamento e minimizar os danos causados à Natureza, a reciclagem de madeira é uma das melhores soluções.

Em Caieiras, na Região Metropolitana de São Paulo, um casal transformou quase três toneladas de madeira que virariam lixo em mais de 300 casinhas para pássaros.

Mais de 300 modelos diferentes foram criados; as obras a partir do lixo, além de diminuir impactos ambientais, enfeitam ambientes externos e, principalmente, acolhem e alimentam as aves que vivem livres na Natureza.

O projeto, que ganhou o nome Ninho de Pássaros, foi criado por Francisco Guetti, executivo do terceiro setor, e Juliana Parra, jornalista, para driblar a crise que afetou suas profissões durante a pandemia. Agora, o artesanato se tornou a principal fonte de renda da família.

“Tudo começou quando muitos passarinhos começaram a visitar nosso jardim em busca de alimentos. Todas as manhãs, enquanto eu e minha esposa tomávamos nosso café, ficávamos observando pela janela da cozinha as aves procurando frutas nas árvores. Foi aí que resolvi fazer um comedouro para elas”, contou Guetti.

“O comedouro foi feito com restos de madeira encontrados na mata. Foi daí que surgiu a ideia de produzir outras casinhas com esse material. Além de diminuir os impactos ambientais, acabamos criando obras de arte a partir do lixo, não apenas para enfeitar os ambientes externos, mas, principalmente, para acolher e alimentar os pássaros que vivem livres na Natureza”, completou Juliana.

Em apenas seis meses de projeto, três toneladas de madeira descartada foram reaproveitadas para a criação das casinhas. Os modelos, que já passaram de 300, são exclusivos e personalizados.

O Ninho de Pássaros ganhou uma conta própria no Instagram (@ninhodepassarosoficial) e representantes no interior.

“Temos uma em Jaú (@vilaflorajau), uma em Mairiporã (@emporio_santaines) e outra em Ubatuba (@xodoracoesubatuba). Mas grande parte das encomendas vem de seguidores do Instagram que amam os pássaros e a Natureza e ficam encantados com as casinhas e com o projeto sustentável”, afirmou Guetti.

Entregas

Para o casal, a melhor parte do projeto está na entrega das casinhas. “A cada entrega, uma emoção. A reação das pessoas é incrível. Elas realmente se emocionam com as obras e seus detalhes. Depois nos reportam, enviando mensagens, fotos e vídeos, o momento que começam a receber seus visitantes”, declarou Juliana.

Cada casinha é única e exclusiva para cada pessoa. “Pegamos referências do que elas gostam, das cores preferidas, das profissões, dos hobbies, enfim, para criar obras personalizadas. Já fizemos temas diversos: de flores a cavalos e de santos a bruxas”, concluiu o artesão.

Campanha

Recentemente, Francisco e Juliana criaram uma campanha na qual a cada duas casinhas adquiridas por uma única pessoa, a terceira é doada pelo “Ninho” para o condomínio ou residencial onde ela mora. “É uma maneira de revitalizar o ambiente onde vivem e atrair cada vez mais pássaros para o local. Incentivamos as pessoas, incluindo crianças, a colocar frutas ou ração para os passarinhos. Já implementamos a campanha em dois condomínios da região de Caieiras e um em Jundiaí, falou Juliana.

“Quando vi as casinhas num grupo de WhatsApp do meu condomínio, simplesmente me apaixonei. No mesmo momento entrei em contato com o Fran e a Ju para pedir uma. Acabei encomendando duas, uma delas com o tema Halloween, minha festa preferida! E foram três semanas contando os dias para recebê-las. Quando as vi, me apaixonei completamente. Uma coloquei no jardim, e a outra, na frente de casa. Agora, minha casa se tornou ponto de parada das crianças para ver a casinha da bruxa da tia Paulinha”, declarou Paula Naime, moradora do condomínio Nature 1, em Jundiaí.

“O trabalho é impecável. Tive uma surpresa gigante quando recebi minha casinha. Jamais imaginei que ficaria tão perfeita”, falou Cezar Mello, que escolheu o tema “Circo”, em alusão ao seu trabalho voluntário como clown.

Parceria

Todas as peças são produzidas com material de poda, descarte de madeireira e de obras, flores e folhas secas, pó de serra, musgo e objetos em miniatura, a maioria criada com troncos e galhos de árvores.

Recentemente, uma madeireira da Região Metropolitana de São Paulo, veterana com 25 anos de mercado, firmou uma parceria com a Ninho e todo mês disponibiliza para o projeto madeiras que seriam descartadas. “A Ninho é maravilhosa. Uma ideia singular, além de ser um trabalho de personalidade, com qualidade, carinho e perfeccionismo até nos pequenos detalhes. A expectativa que temos com essa parceria é fazer com que as sobras de madeiras que não podemos vender sejam incrivelmente bem aproveitadas. Uma maneira de valorizar o material e torná-lo sustentável, declarou Samira Rosan, responsável pelo marketing da empresa.

Gostou do conteúdo desta matéria? Compartilhe com seus amigos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Revista Negócios Pet

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.

Receba nossas novidades e promoções

Fique tranquilo, não enviamos spams e nem compartilhamos seus dados.

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.