Revista Negócios Pet

Com repertório diverso, médico veterinário pode atuar em pelo menos 80 áreas diferentes

Com repertório diverso, médico veterinário pode atuar em pelo menos 80 áreas diferentes

Brasil é um dos principais formadores de médicos-veterinários do mundo. A profissão vem ganhando relevância no conceito de Saúde Única.

A profissão que surgiu ainda no período Neolítico, concomitantemente com o início da domesticação dos animais. Desde então, a profissão ganhou diversos contornos e relevância, sendo fundamental tanto para a saúde dos animais como dos próprios seres humanos e oferece uma ampla gama de oportunidades de atuação.

“O médico-veterinário é a intersecção entre atividades relacionadas à pesquisa e saúde pública, ao mercado pet e ao agronegócio, segmentos pujantes e que registram crescimento, mesmo diante dos de safios impostos em uma situação como a pandemia que estamos vivenciando, por exemplo. Cada vez mais esse profissional ganha relevância no contexto da Saúde Única, ou a chamada One Health, que entrelaça a saúde das pessoas, dos animais e
do meio ambiente como condição essencial a um mundo melhor, mais saudável”, diz a assessora técnica do CRMV-SP (Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo), médica-veterinária, dra. Anne Helzel.

Segundo levantamento do Ministério da Educação, o Brasil é hoje um dos principais países formadores de médicos-veterinários no mundo, com mais de 148 mil profissionais, além de 461 universidades que oferecem o curso, à frente de mercados como os Estados Unidos, a Alemanha, a Itália e o Reino Unido.

Companhias como a Elanco Saúde Animal reúnem parte desses profissionais em seu quadro de funcionários visando proporcionar mais saúde aos animais, às pessoas e ao planeta. Considerada a segunda maior empresa do setor em todo o mundo e a terceira no Brasil, com soluções para o bem-estar de animais de estimação e de produção,
a Elanco tem hoje em seu quadro de funcionários no Brasil mais de 65 médicos-veterinários atuando em diferentes frentes.

“Toda proteína animal que chega à mesa do consumidor, como carnes, ovos ou leite e seus derivados, deve passar por uma inspeção criteriosa. Quem exerce este papel é o médico-veterinário. Além disso, é esse profissional que cuida da saúde dos animais no campo. Assim, a profissão exerce impacto direto na saúde pública, sendo a intersecção
entre a medicina humana e a animal. Trata-se de um conceito de saúde única, no qual acredito e compartilho com meus colegas de trabalho”, afirma Dario Abbud Righi, médico-veterinário e analista de assuntos regulatórios sênior na Elanco.

“Quando ingressei na faculdade de Medicina Veterinária, queria atuar em fazendas. Além de veterinário de campo e clínico, fiz mestrado e doutorado na área de farmacologia e toxicologia aplicada à Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo, o que me proporcionou a oportunidade de trabalhar na sede do Ministério da Agricultura, na área de segurança alimentar; no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de Minas Gerais, no diagnóstico de doenças; na Universidade de Brasília como professor universitário e, hoje, na parte regulatória da segunda maior
indústria de soluções para o bem-estar e saúde animal em todo o mundo”, ele conta.

Mais diversidade

Alberto Henrique Rocha Filho também é médico-veterinário e hoje atua no setor de avicultura, na área de gestão e produção de frangos da empresa Rivelli, em Minas Gerais, tendo passado pelo setor comercial e técnico da companhia. “A Medicina Veterinária proporciona uma gama enorme de possibilidades, a maioria com forte impacto na economia do país e saúde das pessoas; e isso me enche de orgulho”, afirma Alberto.

Também médica-veterinária, Flávia Fontes, CEO da Integral Comunicação, contribui para o setor de saúde animal de outra forma: com conteúdo. “Hoje atuo em funções que, sob a perspectiva do senso comum, fugiriam ao escopo da Medicina Veterinária, mas minha formação acadêmica e amor pela pecuária foram e são fundamentais para eu
fazer tudo o que faço”, relata Flávia, que produz conteúdo técnico para o setor de produção de alimentos de origem animal, falando com todos os elos das cadeias produtivas, desde o pecuarista até o consumidor final.

Crescimento

É impossível falar em Medicina Veterinária e não falar dos profissionais que se dedicam aos animais de estimação. Segundo estudo realizado no ano passado pelo Pet Brasil, o mercado pet teve um crescimento de 13,5% em relação
ao ano anterior e segue sustentando uma projeção de faturamento anual na faixa dos R$ 40 bilhões. Atendimento clínico aos pets, pesquisa e desenvolvimento de produtos, comercialização de itens estão entre as inúmeras possibilidades para quem deseja abraçar o segmento. “Meu movimento aumentou em torno de 25% no ano passado, em meio à pandemia.

Ano inclusive, que abri meu primeiro modelo de franquia, com concessão de marca e know-how
Bicho de Pet. Além dessa grande conquista, ainda este ano, ampliarei minha loja-matriz”, diz a médica-veterinária Bruna Lopes, proprietária do Bicho de Pet, clínica e loja de produtos para cães e gatos em São Paulo. “Eu sempre quis ser veterinária, desde criança. Sempre tive muito amor e comprometimento com o que faço, características que são a essência de qualquer trajetória de sucesso na Medicina Veterinária clínica.”

Mesmo com jornadas tão diversas, todos os profissionais salientam a importância do amor e dedicação para quem quer seguir na área, sob projeções tão promissoras à profissão, seja na indústria, pesquisa, no setor pet ou no agronegócio. Prezar uma boa formação, em uma boa universidade, desenvolver uma visão amplificada para diferentes oportunidades, e nunca deixar de estudar, são conselhos comuns a todos eles para os futuros veterinários.

Gostou do conteúdo desta matéria? Compartilhe com seus amigos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Revista Negócios Pet

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.

Receba nossas novidades e promoções

Fique tranquilo, não enviamos spams e nem compartilhamos seus dados.

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.