Revista Negócios Pet

Black Friday

Black Friday

Mirela Luiz

Produto pet se torna um dos itens mais procurados nos aplicativos de e-commerce

Nunca a velha denominação cão de companhia se mostrou tão apropriada como na pandemia. Com o afastamento de parentes, amigos e colegas de trabalho iniciado nos meses mais duros do isolamento social, muita gente que mora sozinha passou a conviver única e exclusivamente com o próprio cachorro, tirando eventuais e insossos encontros virtuais e as breves interações com atendentes de supermercado e companhia.

Para inúmeras pessoas, foi o suficiente para atravessar os períodos mais críticos da eterna quarentena sem sucumbir a estados depressivos, dos quais até quem divide o teto com mais gente se queixou – o cerco à convivência explica inúmeros casos.

Criado nos Estados Unidos, esse evento acontece logo depois do Dia de Ação de Graças, comemorado pelos americanos na quarta quinta-feira de novembro. Ou seja, na sexta-feira seguinte, são oferecidas essas superofertas.

Além disso, a Black Friday dá o pontapé ao período de compras de Natal. De acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, camas para pet, shampoo e comedouro para cachorro estiveram entre os mais procurados na semana.

O interesse por produtos para animais de estimação explodiu no Google nos dias que antecedem a Black Friday, segundo dados da empresa sobre a data.

Na manhã de quarta 24 de novembro, a busca por “pet shop” saltou quase 550%. O termo ficou em primeiro lugar entre os dez com maior crescimento de todas as categorias de produtos. No dia anterior, ele também figurou nos mais pesquisados pelos consumidores, com quase 600% de alta.

Camas para pet, shampoo e comedouro para cachorro estiveram entre os mais procurados na semana. Já na tarde do dia 25, se destacaram tapete higiênico para cachorro, anti-pulgas, ração para gato e suplemento vitamínico, segundo o Google.

“O isolamento social despertou uma necessidade generalizada de dar e receber afeto”. De maneira geral, quem já tinha animais passou a dar preferência a rações de melhor qualidade e a tratá-los com produtos veterinários que não eram usados. Muita gente, por exemplo, passou a aplicar com regularidade em seus pets o spray antipulga, antes
relegado. Já a adoção de animais na pandemia motivou a formação de inúmeros enxovais, digamos assim, com tudo que eles precisam para serem bem acolhidos”, explica Paulo Nassar, co-fundador e presidente da Cobasi.

Rações para cães e gatos estiveram entre os top 10 dos produtos mais vendidos no Mercado Livre nessa Black Friday. A inflação em alta deixou itens caros em segundo plano e muitos consumidores adiaram a compra do celular para encher carrinhos com comida, papel higiênico e ração de pet.

O movimento faz sentido, levada em consideração a atual situação econômica do país e a inflação acumulada de mais de 10% no ano, que se reflete na compra desses itens. Não à toa, os alimentos apareceram na lista das 10 categorias mais procuradas para a data, feita pela Ebit|Nielsen. Ao todo, 14% dos entrevistados declararam procurar por essa categoria, aumento de 2 p.p. em relação ao mesmo período do ano passado.

“Os números atualizados apontam que, mesmo com as dificuldades impostas pela crise que veio junto da pandemia, as famílias não deixam de cuidar de seu pet, mesmo que esse núcleo familiar seja composto apenas de uma pessoa que mora com um animal de estimação. Dessa forma, acreditamos que o consumidor deve continuar, ao longo de 2021, a oferecer esses produtos que são em grande parte produzidos pelo Brasil e para os pets brasileiros. A rede varejista é ampla, e é caracterizada pela alta capilaridade, e obteve caráter essencial para as famílias durante esse período tão delicado em que enfrentamos a Covid-19”, comenta o presidente-executivo do IPB, Nelo Marraccini.

Gostou do conteúdo desta matéria? Compartilhe com seus amigos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Revista Negócios Pet

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.

Receba nossas novidades e promoções

Fique tranquilo, não enviamos spams e nem compartilhamos seus dados.

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.