Revista Negócios Pet

Projetos criativos e funcionais para pets

Projetos criativos e funcionais para pets

Mirela Luiz

A arquiteta e designer de interiores Milleni Marzolla, do Studio M2 Arquitetura, apresenta dicas de decoração para integração dos pets em ambientes residenciais.

A pandemia trouxe ao cotidiano um novo normal, onde é possível observar novos estilos de vida e a necessidade de adaptações arquitetônicas e de design de interiores, para acompanhar as demandas pessoais, profissionais e até dos bichinhos de estimação. Isso mesmo!

As pessoas tornaram-se mais caseiras, com o novo cenário, e precisaram reformar ambientes, adaptar e tornar as atividades diárias leves, práticas e com soluções para “novos moradores”, que começaram a fazer parte da vida de muitos brasileiros.

Veja Também:

Os projetos assinados por Milleni Marzolla reforçam as novas tendências de arquitetura e decoração para que pets e moradores dividissem o mesmo ambiente e desfrutem das acomodações em conjunto, mas com respeito ao bem-estar individualmente. “É possível personalizar os projetos, independente de suas metragens e do pet que irá desfrutar do local”, afirma Marzolla.

Confira abaixo as dicas da profissional Milleni Marzolla para projetos integrados para pets:

  1. A escolha dos revestimentos é primordial para que pets e moradores tenham uma convivência saudável. O piso vinílico é uma ótima opção, pois oferece conforto térmico, fácil manutenção e anti-derrapante.
  2. O projeto precisa atender de forma segura as necessidades do pet e a circulação entre os ambientes e mobiliários. Para facilitar essa integração é possível criar soluções em marcenaria como: nichos, prateleiras, caixas, rampas e até escadas para animais de pequeno porte, para terem acesso livre na ausência dos donos.
  3. A decoração pode ser personalizada de acordo com a raça e o porte do pet. Para os gatos é indicado uso de cordas, prateleiras suspensas e caixas higiênicas. Já os cachorros precisam de áreas livres, mobiliários vazados, para melhor circulação.
  4. É importante que o pet tenha local, delimitado, para alimentar-se. O “cantinho gourmet” pode ser organizado com comedouros e até fontes para manter a água fresquinha e renovada.
  5. Plantas e pets até simbolizam harmonia em um projeto, mas não é bem assim. Muito cuidado e atenção ao decorar os ambientes com um “verdinho”, já que muitas espécies são venenosas e prejudiciais aos animais domésticos.

“Com soluções viáveis e criativas é possível ter um projeto personalizado para o pet e seu dono, sem abrir mão do conforto, praticidade e segurança”, ressalta a arquiteta e designer de interiores Milleni Marzolla.

Gostou do conteúdo desta matéria? Compartilhe com seus amigos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Revista Negócios Pet

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.

Receba nossas novidades e promoções

Fique tranquilo, não enviamos spams e nem compartilhamos seus dados.

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.