Veterinários e as Redes Sociais

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Veterinários e as Redes Sociais

Por: Marco Antonio Gioso e Karina Costa

Os 8 principais erros de estratégias que os veterinários cometem dentro das redes sociais.

Então pessoal, vamos direto ao ponto, porque o assunto é longo e não queremos entregar enrolação!

Vamos começar apresentando o mais comum dos erros, que é a automação de interação, tanto no Youtube quanto no Instagram, onde o robô fica curtindo, comentando, seguindo e deixando de seguir, enfim. Esse tipo de interação é tido como spam nas redes e isso prejudica imensamente suas estratégias, podendo inclusive ter um bloqueio (shadowban) ou ter seu perfil banido por ter essas ferramentas instaladas no seu canal.

O segundo erro é compra de seguidores e inscritos no Youtube. Se você compra seguidores de pessoas que não existem, ou não são seu público-alvo, colocando-as nas suas redes, você vai estar comprometendo seu engajamento. São pessoas que estarão fazendo figuração no seu perfil e você achando que pode ter resultados.

Mas isso é uma furada! Nunca compre seguidores!

É provável que você já tenha visto alguma página do Facebook ou Instagram promovendo algum sorteio. Em geral o post pede que o internauta curta a página e comente marcando o @ de alguém. Apesar de parecer uma estratégia prática, ela está fora das normas estabelecidas pelo Ministério da Fazenda. Essa pode ser nossa terceira estratégia apresentada como “errada”. Se você faz uso dela com frequência, a sua audiência passa a segui-lo só para ganhar aquele produto do sorteio, e não pelo seu conteúdo; depois de um tempo ela vai deixar de o seguir. Evite fazer sorteios, acreditando que ele vai ser a salvação do seu caminho.

Ter estratégias sazonais para realizá-los sozinho ou através de parcerias não é errado, mas atenção: não é permitida a realização de sorteios pelo Facebook, Instagram e afins. O ideal é realizar essas mídias para divulgar sua promoção. Ou seja, tenha um hotsite para seu sorteio e divulgue-o via rede social. Mas se sua estratégia inevitavelmente for dentro do Instagram ou Facebook, registre o sorteio na Caixa Econômica Federal. Caso alguém faça uma denúncia, você ou sua clínica pode ter que responder judicialmente. Então, ao invés de você investir uma grana em muitos sorteios, a estratégia mais assertiva é você investir em tráfego pago (anúncios), pois é ele quem entrega uma audiência real.

A quarta estratégia que deve ser evitada é você participar de grupos de engajamento. Nesses grupos, você fica restrito a trocar curtidas e comentários, o que prejudica na entrega dos conteúdos para quem de fato é o público que lhe interessa: o seu cliente e seu seguidor real. Outro ponto que atrapalha bastante é passar a não ter feedback se seu conteúdo está bom ou ruim, porque você sempre terá elogios desse mesmo grupo.

A quinta estratégia a ser evitada é ter um feed completamente harmonizado, porque você fica preso a um mosaico, a padrões de cores e à postagem do que é tendência. Por exemplo, você não conseguir editar porque vai desconfigurar a página, desfazer o padrão de cores. Quando você segue um padrão visual muito igual, as pessoas pensam que seu conteúdo é repetido e que chega até a ser monótono para o campo visual da sua audiência.

As postagens exclusivamente de conteúdos comerciais podem passar a imagem de que você está desesperado(a) para fazer uma venda, “compre de mim por favor”. E as pessoas estão nas redes para buscar entretenimento, educação e às vezes algo comercial. Sua rede social não deve ser vista como uma revista de vendas, na qual você coloca a imagem do produto e o preço. O interessante é que você produza conteúdo e coloque informações comerciais, quando as pessoas serão atraídas pelo seu conteúdo e a venda será uma consequência do que você está entregando.

Seguir a lei de Pareto, também conhecida como princípio 80-20 que afirma que para muitos fenômenos, 80% das consequências advêm de 20% das causas. Certamente o ajudará a conquistar as vendas que deseja. A lei foi sugerida por Joseph M. Juran, que deu o nome em honra ao economista italiano Vilfredo Pareto. Essa pode ser considerada a sexta estratégia que deve ser evitada.

A sétima estratégia errada é o envio de spam para todos os seus contatos através de “direct” ou nos comentários “segue meu perfil”, “me ajuda”, “entre em contato comigo”, “siga de volta”, “olha aqui meu produto/serviço”. Ninguém gosta de receber essas mensagens ou repostando esse tipo de divulgação. Você pode ser denunciado por isso e perder sua conta.

Ficar comentando na página de grandes perfis com o objetivo de ganhar seguidores, por exemplo, “o seu conteúdo é muito legal, aproveita e segue lá o meu perfil, veja meus “stories” em que eu postei algo que é do seu interesse”. Os seguidores que estão acompanhando isso em todas as postagens entendem que você está meio desesperado(a) para ganhar seguidor. Não estamos nos referindo aos comentários pertinentes. Esses são bem importantes e você pode conquistar inclusive engajamento com eles.

Então, é isso pessoal, essa foi nossa oitava dica das estratégias que comumente vemos ser feitas erroneamente. As pessoas cometem esses erros na tentativa de ganhar seguidores e crescer organicamente o Instagram.

A verdade é que tudo isso são estratégias usadas por quem não está disposto a pagar o preço de entregar um bom conteúdo, de crescer organicamente ou investir em tráfego pago.

 

Profº. Drº. Marco Antonio Gioso gioso@usp.br – FMVZ-USP
Karina Costa, Marketing Veterinário

 

Outras matérias que você pode gostar

Agora Nossa Edição Digital é Gratuita!

Garanta a sua assinatura e receba mensalmente nossas Edições no Formato Digital