Revista Negócios Pet

Doença óssea metabólica em quelônios

Doença óssea metabólica em quelônios

Max Ternero Cangani

A doença metabólica (DOM) está entre os distúrbios nutricionais mais comuns em quelônios. Apesar de ser uma doença complexa, a DOM pode surgir devido a um simples desequilíbrio entre os níveis de cálcio e fósforo no corpo do réptil.

Esse distúrbio caracteriza-se por um enfraquecimento da estrutura óssea, do casco e do plastrão dos quelônios, que muitas vezes pode levar a episódios de tremores, fraqueza severa e fraturas ósseas. Os principais fatores que contribuem para o aparecimento desta patologia são:

Nutricional: basicamente o problema que surge é uma alteração no equilíbrio entre os níveis de cálcio e fósforo. Quando o nível de cálcio oferecido na dieta é relativamente baixo, o organismo tenta compensar extraindo este mineral dos ossos.

Esta ação provoca um amolecimento dos ossos tornando-os suscetíveis a fraturas e também a uma deposição de tecido fibroso à medida que o corpo tenta fortalecer o osso na ausência de cálcio disponível.

O excesso de fósforo leva à hiperfosfatemia, condição que estimula o hormônio da paratireoide a obter cálcio de qualquer suprimento disponível no corpo, incluindo osso.

Manejo Inadequado : normalmente o cálcio é obtido por meio da dieta, no entanto, a vitamina D3 é necessária para que o organismo possa absorvê-lo corretamente.

Sendo assim, a baixa exposição dos répteis aos raios UV acaba também se tornando uma das causas desta patologia. Uma vez que a síntese de vitamina D3 ocorre pela ação dos raios ultravioletas.

Abaixa temperatura é outro fator que pode contribuir para o declínio dos níveis de cálcio no organismo justamente pelo fato de retardar a digestão em pecilotérmicos, o que diminui a absorção de cálcio.

Causas Secundárias: são menos frequentes, mas quelônios que apresentam alterações hepáticas, renais, intestinais, tireoidianas, paratireoides, parasitoses, neoplasias, hipervitaminose A, alteração do metabolismo da vitamina D e entre outras, podem desenvolver esta enfermidade.

Os sinais clínicos que um réptil com DOM apresenta podem variar consideravelmente dependendo do tempo em que o organismo se encontra em déficit de vitamina e minerais. Alguns dos mais marcantes são os seguintes:

  • Pernas ou colunas curvadas, ossos inchados ou irregulares.
  • Amolecimento e inchaço da mandíbula.
  • Amolecimento da carapaça.
  • Tremores e movimentos espasmódicos.
  • Claudicação, anorexia, constipação e letargia.
  • Fraturas espontâneas devido a ossos fracos.
  • Fraqueza e paresia de vários graus (às vezes incapaz de levantar o corpo do chão), falha reprodutiva, entre outros.

A doença óssea metabólica é um problema sério, que progride lentamente, porém acomete de forma severa a saúde e bem-estar dos répteis. Por isso, ao notar qualquer comportamento distinto do habitual em seu réptil ou observar alguns dos sintomas citados acima, procure imediatamente um médico veterinário.

Atenção! Antes de obter um réptil, busque por informações detalhadas sobre seus cuidados e necessidades. E se você já tem um desses pequeninos como animal de estimação, leve regularmente ao médico veterinário.

Max Ternero Cangani – Mestre em Microbiologia Agropecuária – Doutor em Zootecnia

Colaboradores:

Carlos Augusto Nicolino – Mestre e Doutor em Patologia Veterinária

Eva Schneider – Graduanda em Medicina Veterinária.

Gostou do conteúdo desta matéria? Compartilhe com seus amigos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Revista Negócios Pet

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.

Receba nossas novidades e promoções

Fique tranquilo, não enviamos spams e nem compartilhamos seus dados.

A Revista Negócios Pet é direcionada para lojistas de pet shop, escolas de banhos e tosa, clínicas veterinárias e lojas de aquário.É uma vitrine de novidade com produtos e de acessórios mais utilizados pelos profissionais da área, assim podem trabalhar com as melhores marcas do mercado pet.